Mais do que Óbvio

27/03/2015   ||   Devocionais  ||  Nenhum comentário

Conversando com alguns amigos durante a semana e mencionando algumas frases da mensagem que o Ap. Agostinho Soler trouxe na IBACAMP esse último domingo, percebi o quanto que esse assunto sobre o óbvio é tão óbvio e ainda assim nos intriga.

Por isso, e também por notar que causou uma certa curiosidade nos que não tiveram o privilégio de ouvir, vou dividir aqui, em forma de devocional, um pouco desta mensagem.

Quando eles acabaram de comer, Jesus perguntou a Simão Pedro: —Simão, filho de João, você me ama mais do que estes outros me amam? —Sim, o senhor sabe que eu o amo, Senhor! —respondeu ele. Então Jesus lhe disse: —Tome conta das minhas ovelhas!
E perguntou pela segunda vez: —Simão, filho de João, você me ama? Pedro respondeu: —Sim, o senhor sabe que eu o amo, Senhor! E Jesus lhe disse outra vez: —Tome conta das minhas ovelhas!
E perguntou pela terceira vez: —Simão, filho de João, você me ama? Então Pedro ficou triste por Jesus ter perguntado três vezes: “Você me ama? ” E respondeu: —O senhor sabe tudo e sabe que eu o amo, Senhor! E Jesus ordenou: —Tome conta das minhas ovelhas.- João 21.15-17

O que é o óbvio?

Segundo definição do dicionário, o óbvio é um adjetivo utilizado para descrever algo fácil de se descobrir, de se ver, de se entender; algo que salta à vista; algo manifesto, claro, patente; algo que não se pode pôr em dúvida; algo evidente, incontestável.

E pelo óbvio ser o que é, nós nos irritamos muito facilmente com as coisas óbvias. E aqui vão alguns dos motivos:

  • Porque ouvir o óbvio é ouvir algo que a gente já sabe.
  • Porque o óbvio subestima a nossa capacidade de entender.
  • Porque ouvir sempre o óbvio nos cansa.

Apesar de nos irritar, todos nós precisamos ouvir o óbvio, pois:

  • O óbvio consolida o óbvio.
  • O óbvio nos dá segurança nos momentos mais difíceis da nossa vida.

Nesse texto do evangelho de João, vemos que Jesus perguntou o óbvio para Pedro, e não foi uma vez apenas.
Jesus, conhecendo a importância do óbvio, perguntou para Pedro algo assim tão óbvio com a intenção consolidar o óbvio com ele.

Jesus sabia que Pedro o amava, mas aquilo que estava óbvio precisava redundar para que Pedro recobrasse o ânimo naquele momento da sua vida, (após ter traído a Jesus, dizendo que não o conhecia).

Ainda sobre o óbvio, algumas pessoas dizem: “Eu não aguento mais ouvir isso” … “Eu não aguento mais ouvir falar sobre santidade”… Mas, o óbvio consolida aquilo que nós não podemos nunca deixar de saber.

O amor também é consolidado através do óbvio. Nós precisamos ouvir que nosso cônjuge / nossos filhos / nossos pais nos amam, não é verdade? Mesmo sabendo que nos amam é importante ouvirmos deles um “eu te amo”, e isso é porque o óbvio consolida o óbvio.

Se nós abandonamos o óbvio nas nossas vidas, o que antes era óbvio vai se perdendo. Intrigante, né?
Precisamos aprender a redundar o óbvio constantemente com Deus / Jesus / o Espírito Santo e também com o nosso próximo.

Bia Rocha

facebook twitter

Deixe um comentário

Venha nos conhecer

Todos os sábados
Horário: 19h30 as 21h30

Endereço:
Rua Luís Paolieri, 346
Próximo ao clube ADPM
Pq São Quirino - Campinas/SP
Como chegar

Confira

Fique por dentro

Fique por dentro de todas novidades, eventos e notícias da Geração Daniel e Josué.
Saiba mais