Desculpa!

3/05/2007   ||   Devocionais  ||  Nenhum comentário

Uma das palavras mais bonitas do nosso vocabulário é “desculpa”. Esta palavra de simples escrita se torna muito complexa quando temos que colocá-la em prática no nosso cotidiano.
Quando magoamos alguém com nossas palavras ou atitudes temos uma grande dificuldade em assumir nosso erro, pois não queremos mostrar nossas fraquezas diante das outras pessoas. Mesmo tendo pleno conhecimento que fizemos algo de errado, muitas vezes preferimos manter um sentimento de culpa em nossos corações ao invés de simplesmente nos desculparmos. Algumas vezes, este nosso comportamento está baseado na nossa falta de humildade, pois queremos  sempre nos achar perfeitos e não admitimos que também erramos (não reparamos a trave no nosso olho, mas conseguimos apontar o argueiro no olho do nosso irmão; Lc 6:41). Outras vezes não nos desculpamos porque temos receio da reação da outra pessoa (ela se zangará?; ela caçoará da nossa atitude?; ela nos ignorará?) e preferimos manter nossa pose de seres superiores que não devem nada a ninguém.

Às vezes, o peso que sentimos em nosso coração pode ser tirado rapidamente de nós com uma simples palavra: desculpa. Quando tiramos a culpa – (des)culpa – dos nossos ombros, nos sentimos mais aliviados e com mais força para buscarmos nossos objetivos. Quando enfrentamos os nossos medos e nos humilhamos com um sonoro pedido de perdão, conseguimos olhar (novamente) nos olhos aquela pessoa que magoamos, não tendo mais motivos para nos esconder dela nem evitar a sua presença.

Estamos livres outra vez para nos relacionarmos sem culpa ou vergonha com aquela pessoa com a qual tivemos um desentendimento.

No nosso relacionamento com Deus, estas coisas também acontecem. Tem dia que acordamos cheios de fé e colocamos Deus como nosso melhor amigo. Olhamos o Senhor nos olhos, abrimos o nosso coração, pedimos os seus conselhos e direcionamentos, aproveitamos e sentimos Seu amor e Sua ternura para conosco. No entanto, tem dia que estamos envergonhados, pois magoamos o nosso Pai. Não queremos encontrá-Lo nem falar com Ele, pois temos uma culpa que nos corrói por dentro. Se vemos Deus na mesma calçada que estamos andando, abaixamos a cabeça, mudamos de calçada, apressamos o passo e pensamos: ufa! Desta vez eu escapei! Ele não me viu!

Nossa falta de humildade e o medo da reação que Deus terá conosco nos afasta cada vez mais Dele. Buscamos aconchego com outros amigos. Pedimos conselhos a outras palavras. Andamos em outra direção para não encararmos os fatos. Fingimos que nossa culpa não existe mais e que estamos vivendo muito bem sem o nosso melhor amigo. No entanto, como fingir não é acreditar e mudar de direção não é encurtar o caminho, este nosso comportamento nos deixa cada vez mais cansados e com um vazio interior cada vez maior. Ficamos incomodados, e, com o passar do tempo, já nem
sabemos mais o motivo do incômodo. Este incômodo nada mais é do que a voz de Deus pedindo que voltemos para Ele. A voz do Senhor incomoda como um zumbido, já que não conseguimos mais reconhecê-la pois não estamos em contato com Ele (ela soa como a voz de um estranho e não como a voz de nosso Pai). Por isso, só nos resta sermos corajosos.

Enfrentar uma situação de culpa requer humildade que deve ser traduzida num pedido de desculpa. Requer que nós nos percebamos como seres que também cometem erros, mas que estes erros são perdoados pelo Pai quando somos sinceros em mudar de comportamento. Quando tiramos a culpa de nossos ombros, o zumbido some e ouvimos claramente a voz de Deus dizendo: Filho, você está perdoado. Tenha coragem para voltar ao primeiro amor. Nenhuma enganação e fingimento são melhores do que os conselhos e o amor de Deus.

 ”Volta, minha alma, ao teu sossego, pois o Senhor tem sido generoso para contigo” (Sl 116:7)

 

Geração Josué

Equipe Web da Geração Josué

facebook twitter

Deixe um comentário

Venha nos conhecer

Todos os sábados
Horário: 19h30 as 21h30

Endereço:
Rua Luís Paolieri, 346
Próximo ao clube ADPM
Pq São Quirino - Campinas/SP
Como chegar

Confira

Fique por dentro

Fique por dentro de todas novidades, eventos e notícias da Geração Daniel e Josué.
Saiba mais